Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

sábado, 8 de maio de 2010

Saudade


Saudade

Brincar na terra, rolar no mato, ser um guerreiro ou um super herói, daqueles vindos de outros planetas com a finalidade de defender a Terra das ameaças alienígenas.

Jogar bola no “terrão” e chegar em casa com a roupa toda suja depois do jogo. E ainda, mesmo todo sujo, pegar a bicicleta e ir até o parque do Carmo.

Passar o dia todo olhando para o céu, empinando pipa coma as mãos todas cortadas devido ao “cerol” utilizado na linha como arma e forma de defesa contra os outros que tentam o tempo todo derrubar “o seu pipa”.

Ter barulhentos carrinhos de rolimã, os quais perturbam a vizinhança com seus ruídos, por vezes, ensurdecedores. E é claro, contando com os espetaculares acidentes onde se machucam pés, mãos e outras partes do corpo.

Naqueles dias chuvosos, me divertia muito com meu “Atari” Jogando “Enduro”, “River Raid”, “Megamania”, “Pac Man” e outros. O “Atari”, mais tarde, substituído por “Nintendo”, “Super Nintendo”, “Play Station”...

Na escola, lembranças dos professores, dos amigos, das paixões não correspondidas, das namoradinhas, do primeiro beijo, da merenda. A merenda é um item muito interessante e curioso de ser lembrado. Lembro-me de quando nos serviam ovo cozido. Era um verdadeiro campo de batalha onde havia risco iminente de ser atingido a qualquer momento por um ovo perdido ou não. Explicando: com a intenção de atingir ou não.

Lembranças das idas a Santa Efigênia em busca de componentes eletrônicos para a construção de projetos que raramente funcionavam.

Ir ao cinema no centro não significava assistir filme pornográfico.

Os amores, bem, destes sinto saudades sim, mas sempre fica aquele que marca e que, se pudesse voltar o tempo, com certeza repetiria e tentaria de todas as formas nunca mais perdê-lo.

Enfim, saudade é um momento que tenta fugir da nossa lembrança para acontecer de novo e não consegue.

(João C. M. Reina)

4 comentários:

  1. UAUUUUUU! ehhehehe nossa, fui lendo todas essas saudades e até pensei na saudade q tenho dos momentos bons da vida. Mas é assim, tdo que foi e é bom deixa saudade!

    ResponderExcluir
  2. Passei por isso tbm Carlão...rs
    Quem da época que nunca pintou o bozo e levou no circo pra concorrer a uma bicicleta?rs
    E os "Playmobil"? rs
    Hoje o mais deprimente não é lembrar de tudo isso... É ver a molecada usando droga e se prostituindo. Internados no computador nem sabem rodar peão! Sequer sabem o que é um peão.
    Nunca jogaram bolinha de gude.
    Eu era do tempo em que fazia cola de farinha de trigo pra encapar pipas, hoje eles são vendidos até com estirante!
    Tenho pena dos meus netos viu!

    ResponderExcluir
  3. Essa nostalgia é muito significativa, do que vivemos e recordamos, hoje se faz nossas experiências.
    ;)
    Bjks boa semana

    ResponderExcluir
  4. Infância é uma preciosidade que só nos restou as lembranças e a vontade de reviver a cada uma de nossas delas...

    ResponderExcluir

Seguidores