Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

domingo, 11 de dezembro de 2011

Encanto



Seu sorriso me encanta
Assim como sua ausência
Ouço suas palavras como quem canta...
Canção que me causa abstinência

Sinto falta dos seus beijos
Sem mesmo nunca tê-la beijado
Sinto falta dos seus abraços
Sem mesmo nunca tê-la abraçado

A sua presença me faz bem
A sua ausência me causa angústia
Nos meus sonhos a vejo tão bem
Com aquela sua constante simpatia

Hoje não encontro alguém...
Alguém que me traga o mesmo encanto
Aquele encanto que elas não conseguem
E que eu procuro tanto.


João C.M. Reina

sábado, 3 de dezembro de 2011

Corra e Olhe o Céu





Ouvindo músicas do genial Cartola, resolvi postar esta bela canção, e por que não, um belo poema.



Corra e Olhe o Céu


Linda!
Te sinto mais bela
E fico na espera
Me sinto tão só
Mas!
O tempo que passa
Em dor maior
Bem maior...

Linda!
No que se apresenta
O triste se ausenta
Fez-se a alegria
Corra e olhe o céu
Que o sol vem trazer
Bom dia
Aaai!
Corra e olhe o céu
Que o sol vem trazer
Bom dia...

Linda!
Te sinto mais bela
Te fico na espera
Me sinto tão só
Mas!
O tempo que passa
Em dor maior
Bem maior...

Linda!
No que se apresenta
O triste se ausenta
Fez-se a alegria
Corra e olhe o céu
Que o sol vem trazer
Bom dia
Aaai!
Corra e olhe o céu
Que o sol vem trazer
Bom dia...

                                                                        

(Cartola)

 

domingo, 9 de outubro de 2011

O Silêncio


Aprende com o silêncio a ouvir os sons interiores da sua alma, a calar-se
 nas discussões e assim evitar tragédias e desafetos, aprende com o
 silêncio a respeitar a opinião dos outros, por mais contrária que seja da
 sua, aprende com o silêncio a aceitar alguns fatos que você provocou, a
 ser humilde deixando o orgulho gritar lá fora.
 
 Aprende com o silêncio a reparar nas coisas mais simples, valorizar o que
 é belo, ouvir o que faz algum sentido, evitar reclamações vazias e sem
 sentido, aprende com o silêncio que a solidão não é o pior castigo,
 existem companhias bem piores....
 
 Aprende com o silêncio que a vida é boa, que nós só precisamos
 olhar para o lado certo, ouvir a música certa, ler o livro certo,
 que pode ser qualquer livro, desde que você o leia até o fim.
 
 Aprende com o silêncio que tudo tem um ciclo, como as marés que insistem
 em ir e voltar, os pássaros que migram e voltam ao mesmo lugar, como a
 Terra que faz a volta completa sobre o seu próprio eixo, complete a sua
 tarefa.
 
 Aprende com o silêncio a respeitar a sua vida, valorizar o seu dia,
 enxergar em você as qualidades que possui, equilibrar os defeitos que
 você tem e sabe que precisa corrigir e enxergar aqueles que você ainda não
 descobriu .
 
 
 Aprende com o silêncio a relaxar, mesmo no pior trânsito, na maior
 das cobranças, na briga mais acalorada, na discussão entre familiares,
 aprende com o silêncio a respeitar o seu "eu", a valorizar o ser humano
 que você é, a respeitar o Templo que é o seu corpo, e o santuário que é a
 sua vida.
 
 Aprende hoje com o silêncio, que gritar não traz respeito, que ouvir
 ainda é melhor que muito falar, e em respeito a você, eu me calo, me
 silencio, para que você possa ouvir o seu interior que quer lhe falar,
 desejar-lhe um dia vitorioso e confirmar que você é especial.


"Desconheço autor"

domingo, 2 de outubro de 2011

Antidepressivos


Hoje em dia, muitas pessoas se vêem em situações complexas de distúrbios emocionais. Estes distúrbios são causados por situações diversas, como estresse, tristeza por causa de uma perda, frustrações. Estas pessoas procuram ajuda médica e estes médicos acabam receitando drogas psicotrópicas  ao invés de encaminhar para um tratamento terapêutico.
Muitas destas pessoas, por preconceito ou vergonha de procurar um psiquiatra, acabam se auto medicando.
É bom saber que antidepressivo, só com consulta médica psiquiátrica e ele só cura os sintomas do mal estar (as vezes é muito necessário), mas as causas do problema continuarão ali latentes.  Isso quer dizer que se o paciente  tomar um antidepressivo por 3 anos e decidir parar,  os sintomas voltarão com mais violência e a causa será amplamente mais perceptível e ele precisará de uma dosagem maior de medicação, provavelmente.  Este paciente precisará se drogar para viver e para ver beleza na vida.

“ Texto inspirado numa conversa com minha amiga Cláudia Marcatti que é psicóloga.”

sábado, 17 de setembro de 2011

Cortar o Tempo

Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.

Carlos Drummond de Andrade

sábado, 27 de agosto de 2011

Um Dia Perfeito

Um Dia Perfeito

Quase morri
Há menos de trinta e duas horas atrás
Hoje a gente fica na varanda
Um dia perfeito com as crianças.

São as pequenas coisas que valem mais
É tão bom estarmos juntos
Tão simples: um dia perfeito

Corre, corre, corre
Que vai chover!
Olha a chuva!

Não vou me deixar embrutecer
Eu acredito nos meus ideais
Podem até maltratar meu coração
Que meu espírito ninguém vai conseguir quebrar!


Legião Urbana


domingo, 21 de agosto de 2011

Sociedade de Hoje

É preciso deixar de ser sentimental
Acordar para o mundo moderno
Onde tudo tem valor material
Onde se acabou o amor eterno

Hoje não se valoriza o sentimento
Mas sim,  as vantagens proporcionadas
Por contratos e não mais casamentos
Valores modificados, lamento

Hoje, felicidade é ter bens a perder de vista
Ter aquela casa num bairro nobre
Ter aquele carro anunciado naquela revista
Ter o filho estudando num colégio que não seja de pobre

Hoje já não se vive de ideais
Hoje se vive de aparências
Que são vistas todos os dias em jornais
Sociedades de mentira, irreais.

João C.M. Reina

domingo, 14 de agosto de 2011

Traumas


Traumas

Meu pai um dia me falou
Pra que eu nunca mentisse



Mas ele também se esqueceu
De me dizer a verdade



Da realidade do mundo
Que eu ia saber



Dos traumas que a gente só sente
Depois de crescer



Falou dos anjos que eu conheci
No delírio da febre que ardia



Do meu pequeno corpo que sofria
Sem nada entender



Minha mulher em certa noite
Ao ver meu sono estremecido



Falou que os pesadelos são
Algum problema adormecido



Durante o dia a gente tenta
Com sorrisos disfarçar



Alguma coisa que na alma
Conseguimos sufocar



Meu pai tentou encher de fantasia
E enfeitar as coisas que eu via



Mas aqueles anjos agora já se foram
Depois que eu cresci



Da minha infância agora tão distante
Aqueles anjos no tempo eu perdi



Meu pai sentia o que eu sinto agora
Depois que cresci



Agora eu sei o que meu pai
Queria me esconder



Às vezes as mentiras
Também ajudam a viver



Talvez um dia pro meu filho
Eu também tenha que mentir



Pra enfeitar os caminhos
Que ele um dia vai seguir



Meu pai tentou encher de fantasia
E enfeitar as coisas que eu via



Mas aqueles anjos agora já se foram
Depois que eu cresci



Da minha infância agora tão distante
Aqueles anjos no tempo eu perdi



Meu pai sentia,
Sentia o que eu sinto agora

Depois que cresci


Meu pai tentou
Tentou encher de fantasia...


Roberto Carlos/ Erasmo Carlos


terça-feira, 9 de agosto de 2011

sábado, 23 de julho de 2011

Sobre o Tempo

Há certo tempo me pego pensando sobre – “o tempo”. Observo o quanto os dias parecem voar, as horas parecem correr e ele – o tempo, parece não preencher a existência, passam - se os dias, passam-se os meses e os anos, e fica aquela sensação de que falta... TEMPO!.
As pessoas que se encontram na faixa etária entre 30 e 50 anos tem que dar conta de uma revolução que iniciou-se há 20 anos aproximadamente. Época de mudanças rápidas de valores, normas, condutas, tecnológicas, enfim, somos a geração da crise... Da crise de valor, da crise de amor, da crise da existência humana, carecemos urgentemente de mais tempo é esta a impressão, porém de forma análoga o tempo se torna aquilo que fazemos dele. Incrível notar, que se estamos num processo de espera seja para um atendimento, seja para um amor, seja para um novo emprego, percebemos o tempo como algo que está parado, imóvel; por outro lado se estamos trabalhando, estudando, caminhando, “O TEMPO” torna-se escasso, insuficiente diante de todas as exigências do dia a dia. Exigências algumas vezes descabidas, algumas vezes impostas por nós mesmos como forma de um autoabuso, ao pensarmos que temos que “correr”, que temos que “dar conta”, que se assim não for, ficaremos para trás, destoaremos da reles humanidade, de outros tantos “pobres” mortais que não raro julgamos como melhores, mais aptos, mais rápidos... ledo engano! Este é um argumento falho, irritável, destorcido da nossa própria consciência. Digo: é ela (a consciência) nos julgando, nos tornando incapazes de agir ou nos fazendo (re)agir de maneira equivocada, sem princípios, sem ética, sem respeito conosco, nos tornamos juizes algozes que de forma magistral puni severamente a si próprio.
O tempo não é mais e não é menos que uma fagulha na existência diante do universo de possibilidades que se abrem. Cabe-nos descobrir esta verdade e aceitá-la como nossa. O tempo existe como parte de um processo grandioso (muitas vezes secreto) de descoberta, de crescimento, de desenvolvimento e pronuncio mais; DE PRAZER. No entanto, teimamos em passar o tempo imaginando, competindo, sofrendo, arriscando o nosso tempo em uma vida sem sentido. Diante disso, pense o tempo como algo inusitado uma idéia totalmente nova, basta que você faça uma tentativa de reverter em sua cabeça o significado do tempo e dar outro sentido, outra “cor” para o tempo se coloca diante você. Bom tempo a todos!!!!

Texto escrito por minha amiga Cláudia Marcatti

terça-feira, 12 de julho de 2011

13 de Julho, Dia Mundial do Rock








Em 13 de julho de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, um show simultâneo em Londres na Inglaterra e na Filadélfia nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia e contou com a presença de artistas como The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins (que tocou nos dois lugares), Eric Clapton e Black Sabbath.
Foi transmitido ao vivo pela BBC para diversos países e abriu os olhos do mundo para a miséria no continente africano. 20 anos depois, em 2005, Bob Geldof organizou o Live 8 como uma nova edição, com estrutura maior e shows em mais países com o objetivo de pressionar os líderes do G8 para perdoar a dívida externa dos países mais pobres erradicar a miséria do mundo.
Desde então o dia 13 de julho passou a ser conhecido como Dia Mundial do Rock.
Abaixo, temos um vídeo clássico de Chuck Berry...

 

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Selo Comemorativo 600 Seguidores Amadeirado

Mais uma vez fazendo parte do sucesso da Lena. Parabéns Lena!!!
Façam uma visita: amadeirado.blogspot.com

domingo, 10 de julho de 2011

A Falta


Hoje estou me sentindo estranho
Sinto falta de algo que se foi
Não sei exatamente o tamanho
Mas sei que algo realmente se foi...

Não sei de que forma me foi tirada
Já não é mais a mesma minha sensibilidade
Já não tenho mais a mesma feição naquela foto tirada
Talvez seja um mal que vem com a idade

Não consigo mais ver as coisas com os mesmos olhos
Olhos que um dia enxergavam de uma maneira mais poética
Motivado por acontecimentos vistos pelos mesmos olhos
Que viram muitos acontecimentos sem ética

Não consigo mais sonhar
Não encontro o caminho do contentamento
Não acredito mais que exista um lugar
Em que as boas intenções tenham fundamento

De boas intenções, o inferno está repleto...

João C.M. Reina

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Selo Blog de Ouro

Recebi este selo da minha amiga Sonia e seu blog se chama “Trocando Idéias”:  http://contosoufatossurreais.blogspot.com  

Mais uma vez, muito obrigado Sonia!




Devo indicar 8  blogs:

http://verinha-pensamentosesentimentos.blogspot.com (Pensamentos e Sentimentos, da Verinha)

http://amadeirado.blogspot.com (Amadeirado, da Lena)

http://estigmaangel.blogspot.com (Confissões em Série, da Angel)

http://espiculaderodinha.blogspot.com (Espicula de Rodinha, da Daíse)

http://morangosverdesmofados.blogspot.com (Morangos Verdes Mofados, do Adriano)

http://mdfbf.blogspot.com (Arte em Cerâmica, da Ma Ferreira)

http://adrianabiobiologia.blogspot.com (Adriana Bio Biologia, da Adriana)

http://cywmara.blogspot.com (Cywmara Wadisquy, da Cywmara)

sábado, 25 de junho de 2011

As Pessoas São Estranhas

Como explicar o fascínio pelo tempo? Como explicar a saudade de um tempo que não vivi? Como explicar o gosto por coisas antigas que não são da minha época. Por que eu gosto da  banda “The Doors” se o Jim Morrison morreu em 3 de julho de 1971 e eu nasci em 13 de julho de 1972? Influencia não tive, pois em casa se ouvia musica sertaneja. Só tive contato com o Rock in Roll a partir de 1988 quando conheci algumas pessoas que ouviam e gostavam do estilo. Foi paixão a primeira vista e gosto do estilo até hoje, preferencialmente pelas bandas e músicas mais antigas. Ando fora da linha do meu tempo. Ouço musicas que pessoas do meu tempo não ouvem e as vezes nem conhecem. Gosto de história, gosto de saber como eram as coisas antigamente. Procuro respostas, tento entender a razão dos valores terem mudado tanto. Tento entender o porque das pessoas terem perdido a fé. Hoje em dia as pessoas fazem o que querem sem temer nada. Ouvem músicas que falam de perversidade sexual banalizando um ato tão “sagrado”. Deste ato pode-se gerar uma vida. É claro que dá prazer, uma sensação de estar mais próximo de Deus. Imagino que esta seja a idéia de tal ato e deveria ser mais respeitado. Eu poderia continuar escrevendo aqui sobre tantas coisas “estranhas” ou “erradas” e alguém poderia me classificar como preconceituoso. Alguém poderia dizer que eu deveria mudar meus conceitos, pois estamos vivendo novos tempos. Talvez nada tenha mudado.

João C.M. Reina

Abaixo tem um vídeo do "The Doors"

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Selo Pottery Friend


Recebi mais este selo da minha amiga Débora e seu blog se chama “Cotidiano Agridoce”: http://cotidianoagridoce.blogspot.com. Recomendo.

Mais uma vez, muito obrigado Débora!

Conforme me foi explicado, o recebimento do selo “ Pottery Friend”, segue algumas regras e dentre elas a difícil tarefa de indicar apenas 12 blogs.

As regras são:

1ª - Agradecer a quem lhe enviou

2ª - Escrever um post sobre elePottery Friend

3ª - Entregar o selo a 12 blogs

4ª - Mencionar no post os blogs selecionados

5ª - Avisá-los sobre o recebimento do mesmo

Os escolhidos são:

http://verinha-pensamentosesentimentos.blogspot.com (Pensamentos e Sentimentos, da Verinha)

http://umcanto-recantodaalma.blogspot.com (Momentos Fragmentados, da Marilene)

http://contosoufatossurreais.blogspot.com (Trocando Idéias, da Sonia)

http://sementinhasparacriancas.blogspot.com (Sementinhas para Crianças, da Chica)

http://amadeirado.blogspot.com (Amadeirado, da Lena)

http://estigmaangel.blogspot.com (Confissões em Série, da Angel)

http://espiculaderodinha.blogspot.com (Espicula de Rodinha, da Daíse)

http://morangosverdesmofados.blogspot.com (Morangos Verdes Mofados, do Adriano)

http://mdfbf.blogspot.com (Arte em Cerâmica, da Ma Ferreira)

http://ofperception.blogspot.com (As Portas da Percepção, do Eduardo)

http://adrianabiobiologia.blogspot.com (Adriana Bio Biologia, da Adriana)


http://cywmara.blogspot.com (Cywmara Wadisquy, da Cywmara)


domingo, 19 de junho de 2011

Texto de Willian Shakespeare

"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes, não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam... E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem da vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa - por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a ultima vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.

Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.


Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!"

Willian Shakespeare



terça-feira, 14 de junho de 2011

Selo Prêmio Sunshine Award


Recebi este selo da minha mais nova amiga. Ela se chama Débora e seu blog se chama “Cotidiano Agridoce”: http://cotidianoagridoce.blogspot.com. Vocês não podem deixar de visitá-la. O blog é muito bom. Eu recomendo.

Muito obrigado Débora!

Conforme me foi explicado, o recebimento do “Prêmio Sunshine Award” segue algumas regras e dentre elas a difícil tarefa de indicar apenas 12 blogs.

As regras são:

1ª - Agradecer a quem lhe enviou

2ª - Escrever um post sobre ele

3ª - Entregar o selo a 12 blogs

4ª - Mencionar no post os blogs selecionados

5ª - Avisá-los sobre o recebimento do mesmo

Os escolhidos são:

Os escolhidos são:

http://verinha-pensamentosesentimentos.blogspot.com (Pensamentos e Sentimentos, da Verinha)

http://umcanto-recantodaalma.blogspot.com (Momentos Fragmentados, da Marilene)

http://contosoufatossurreais.blogspot.com (Trocando Idéias, da Sonia)

http://sementinhasparacriancas.blogspot.com (Sementinhas para Crianças, da Chica)

http://amadeirado.blogspot.com (Amadeirado, da Lena)

http://estigmaangel.blogspot.com (Confissões em Série, da Angel)

http://espiculaderodinha.blogspot.com (Espicula de Rodinha, da Daíse)

http://morangosverdesmofados.blogspot.com (Morangos Verdes Mofados, do Adriano)

http://mdfbf.blogspot.com (Arte em Cerâmica, da Ma Ferreira)

http://ofperception.blogspot.com (As Portas da Percepção, do Eduardo)

http://adrianabiobiologia.blogspot.com (Adriana Bio Biologia, da Adriana)

http://pychulin.blogspot.com (Blog da Paraguassu, da Maria)



sábado, 11 de junho de 2011

Namorados

NÃO DEIXE O AMOR PASSAR

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

Carlos Drummond de Andrade


Esta é uma homenagem a todos os namorados e apaixonados. O vídeo a seguir tem como tema a música "With Arms Wide Open" (Com os Braços bem Abertos) da banda norte americana "Creed". O vídeo foi copiado do "Youtube" e o autor se intitula "Alex McFly".


sábado, 4 de junho de 2011

domingo, 29 de maio de 2011

Os 10 Mandamentos

Os 10 Mandamentos – A Revelação de Deus no Velho Testamento
Os 10 mandamentos são encontrados no Antigo Testamento da Bíblia, no livro de Êxodo, capítulo 20. Eles foram dados diretamente por Deus para o povo de Israel no Monte Sinai depois de Deus tê-los libertado da escravidão no Egito:

Então falou Deus todas estas palavras dizendo: Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão.”

UM: ‘Não terás outros deuses diante de mim.’

DOIS: ‘Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.’

TRÊS: ‘Não tomarás o nome do SENHOR, teu Deus, em vão.’

QUATRO: ‘Lembra-te do dia de sábado, para o santificar.’

CINCO: ‘Honra teu pai e tua mãe’

SEIS: ‘Não matarás.’

SETE: ‘Não adulterarás.’

OITO: ‘Não furtarás.’

NOVE: ‘Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.’

DEZ: ‘Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.’

Os 10 Mandamentos – O resumo de Cristo no Novo Testamento
Cerca de 1.400 anos depois, os 10 mandamentos foram resumidos no Novo Testamento em Mateus 22, quando Jesus foi confrontado pelos religiosos fariseus interrogando-o para o experimentar, dizendo:

“Mestre, qual é o grande mandamento na Lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas” (Mateus 22:36-40).

*A pergunta que tenho é: Você segue os mandamentos? Você acha que consegue cumprir o mandamento: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” Este é, na minha opinião, o mandamento mais difícil de se cumprir e o mais descumprido.
Penso que o mundo está cheio de religiosos hipócritas que não cumprem os mandamentos. Este é apenas um “post” para lembrarmos que existem mandamentos, digo para aqueles que se consideram cristãos.

sábado, 28 de maio de 2011

Selo comemorativo 500 amigos da Lena

Lena, agradeço o carinho e fico honrado em fazer parte do sucesso do seu blog. Não é fácil atingir um número tão grande de seguidores. Isso é prova de que seu blog é muito bom. Parabéns Lena.
Aos leitores deste post, recomendo a visita no blog "Amadeirado":

http://amadeirado.blogspot.com

domingo, 22 de maio de 2011

Dez Coisas Que Levei Anos Para Aprender

1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa.

2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.

4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.

5. Não confunda nunca sua carreira com sua vida.

6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.

7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria "reuniões".

8. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".

9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.

10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

Luís Fernando Veríssimo

sábado, 14 de maio de 2011

Frustração

É frustrante ter planos e não conseguir colocá-los em prática. É frustrante ter projetos que nunca saem do papel. É frustrante trabalhar um dia todo e não ver resultado. É frustrante comer aquela comida que parecia ser tão saborosa e perceber que o sabor não era tão bom assim. É frustrante acreditar que encontrou o amor perfeito e depois perceber que o amor perfeito pode não existir. É frustrante apaixonar-se por alguém que lhe chama de amigo.

A frustração está associada a desilusão, infelicidade, excesso de expectativa.

É importante perceber que sempre existe uma oportunidade de recomeço. Ter opinião própria é essencial.

João C. M. Reina

sábado, 7 de maio de 2011

Para Sempre


Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Os Três Mal Amados


Os Três Mal-Amados

O amor comeu meu nome, minha identidade, meu retrato. O amor comeu minha certidão de idade, minha genealogia, meu endereço. O amor comeu meus cartões de visita. O amor veio e comeu todos os papéis onde eu escrevera meu nome.
O amor comeu minhas roupas, meus lenços, minhas camisas. O amor comeu metros e metros de gravatas. O amor comeu a medida de meus ternos, o número de meus sapatos, o tamanho de meus chapéus. O amor comeu minha altura, meu peso, a cor de meus olhos e de meus cabelos.
O amor comeu meus remédios, minhas receitas médicas, minhas dietas. Comeu minhas aspirinas, minhas ondas-curtas, meus raios-X. Comeu meus testes mentais, meus exames de urina.
O amor comeu na estante todos os meus livros de poesia. Comeu em meus livros de prosa as citações em verso. Comeu no dicionário as palavras que poderiam se juntar em versos.
Faminto, o amor devorou os utensílios de meu uso: pente, navalha, escovas, tesouras de unhas, canivete. Faminto ainda, o amor devorou o uso de meus utensílios: meus banhos frios, a ópera cantada no banheiro, o aquecedor de água de fogo morto mas que parecia uma usina.
O amor comeu as frutas postas sobre a mesa. Bebeu a água dos copos e das quartinhas. Comeu o pão de propósito escondido. Bebeu as lágrimas dos olhos que, ninguém o sabia, estavam cheios de água.
O amor voltou para comer os papéis onde irrefletidamente eu tornara a escrever meu nome.
O amor roeu minha infância, de dedos sujos de tinta, cabelo caindo nos olhos, botinas nunca engraxadas. O amor roeu o menino esquivo, sempre nos cantos, e que riscava os livros, mordia o lápis, andava na rua chutando pedras. Roeu as conversas, junto à bomba de gasolina do largo, com os primos que tudo sabiam sobre passarinhos, sobre uma mulher, sobre marcas de automóvel.
O amor comeu meu Estado e minha cidade. Drenou a água morta dos mangues, aboliu a maré. Comeu os mangues crespos e de folhas duras, comeu o verde ácido das plantas de cana cobrindo os morros regulares, cortados pelas barreiras vermelhas, pelo trenzinho preto, pelas chaminés. Comeu o cheiro de cana cortada e o cheiro de maresia. Comeu até essas coisas de que eu desesperava por não saber falar delas em verso.
O amor comeu até os dias ainda não anunciados nas folhinhas. Comeu os minutos de adiantamento de meu relógio, os anos que as linhas de minha mão asseguravam. Comeu o futuro grande atleta, o futuro grande poeta. Comeu as futuras viagens em volta da terra, as futuras estantes em volta da sala.
O amor comeu minha paz e minha guerra. Meu dia e minha noite. Meu inverno e meu verão. Comeu meu silêncio, minha dor de cabeça, meu medo da morte.

João Cabral de Melo Neto

domingo, 17 de abril de 2011

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Selo


Este selo eu recebi da Sonia. Visitem o blog dela. Tenho certeza de que você vai gostar.

http://contosoufatossurreais.blogspot.com/

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Definitivo

Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um
verso:

Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento,perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional...

Carlos Drummond de Andrade



domingo, 10 de abril de 2011

Selo

Este é o selo comemorativo dos 200 seguidores do blog da Lena. Merecido pela qualidade de seu blog. Indico: amadeirado.blogspot.com

sábado, 2 de abril de 2011

A Luz no Fim do Túnel

Me vejo sempre caminhando num túnel. Imagine um túnel escuro e que a única coisa que o ilumina é uma tocha que carrego comigo. Pois é. Vivo seguindo numa direção incerta e que talvez seja a errada. Um dia avistei uma luz bem longe. Me enchi de esperanças. Aquela luz finalmente poderia ser a saída deste túnel tão escuro e cheio de armadilhas. Então me apressei. Eu queria chegar até aquela luz o mais rápido possível. Comecei a correr, tropecei por várias vezes e caí. Caí em buracos em que levei meses para conseguir sair deles. Sempre persistente no meu objetivo, mas os obstáculos eram muitos e cada vez mais difíceis de vence-los. Me machuquei muito. Se fizeram muitas feridas em mim. Talvez eu estivesse arriscando a minha vida por nada. Isso passou pela minha cabeça por várias vezes. O cansaço estava querendo dominar a minha mente. Juro que pensei em desistir de tudo. Ficar no interior de um dos buracos onde caí e aguardar o fim de tudo. Mas me apeguei ao meu objetivo que era um dia sair daquele túnel horrível. Eu não poderia viver ali para sempre. Então mais uma vez determinado continuei enfrentando todas as barreiras, todos os buracos e até animais peçonhentos que encontrei neste caminho tão difícil. Já exausto, muito machucado, me arrastando, olhei para frente e a luz estava muito próxima. Mais uma vez me entusiasmei porque agora estava muito próxima aquela luz. Fui me aproximando finalmente e avistei apenas uma tocha acesa no meio do túnel. Olhei para frente e não avistei mais nada além daquele breu infinito. Confesso que me desesperei. Eu chorava e gritava: “ Por que tanto sacrifício em vão?”. Questionei Deus. Mas lembrei que eu mesmo havia escolhido arriscar a seguir este caminho duvidoso, consciente de que ele poderia ser a minha ruína. Mas eu não tinha escolha. Eu precisava arriscar. Mesmo assim eu estava decidido em destruir aquela tocha que eu havia encontrado, pois eu estava com muita raiva de mim mesmo e da situação. Peguei a tocha e quando fui lança-la contra a parede, percebi que a tocha que eu carregava comigo durante tanto tempo, estava se apagando. Parei para pensar. Se eu destruísse aquela tocha, eu não enxergaria mais nada e seria o fim. Resolvi então continuar seguindo em frente, mas agora carregando a nova tocha que eu havia encontrado e abandonando aquela que já estava se apagando. Percebi então que realmente era necessário percorrer aquele caminho tão difícil. Se eu não o percorresse, seria o fim. Hoje continuo caminhando por este túnel que não parece ter fim, carregando comigo a nova tocha. Ainda alimento a esperança de um dia encontrar a luz do fim do túnel.

João C.M.Reina

Seguidores