Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

sábado, 25 de junho de 2011

As Pessoas São Estranhas

Como explicar o fascínio pelo tempo? Como explicar a saudade de um tempo que não vivi? Como explicar o gosto por coisas antigas que não são da minha época. Por que eu gosto da  banda “The Doors” se o Jim Morrison morreu em 3 de julho de 1971 e eu nasci em 13 de julho de 1972? Influencia não tive, pois em casa se ouvia musica sertaneja. Só tive contato com o Rock in Roll a partir de 1988 quando conheci algumas pessoas que ouviam e gostavam do estilo. Foi paixão a primeira vista e gosto do estilo até hoje, preferencialmente pelas bandas e músicas mais antigas. Ando fora da linha do meu tempo. Ouço musicas que pessoas do meu tempo não ouvem e as vezes nem conhecem. Gosto de história, gosto de saber como eram as coisas antigamente. Procuro respostas, tento entender a razão dos valores terem mudado tanto. Tento entender o porque das pessoas terem perdido a fé. Hoje em dia as pessoas fazem o que querem sem temer nada. Ouvem músicas que falam de perversidade sexual banalizando um ato tão “sagrado”. Deste ato pode-se gerar uma vida. É claro que dá prazer, uma sensação de estar mais próximo de Deus. Imagino que esta seja a idéia de tal ato e deveria ser mais respeitado. Eu poderia continuar escrevendo aqui sobre tantas coisas “estranhas” ou “erradas” e alguém poderia me classificar como preconceituoso. Alguém poderia dizer que eu deveria mudar meus conceitos, pois estamos vivendo novos tempos. Talvez nada tenha mudado.

João C.M. Reina

Abaixo tem um vídeo do "The Doors"

16 comentários:

  1. Com certeza há coisas que não conseguimos encontrar uma explicação aplausível.. Belíssimo vídeo!

    Beijo grande em seu coração João!

    Verinha

    ResponderExcluir
  2. João.. Linda musica.. tb gosto muito.
    E concordo plenamente com seu post.
    Infelizmente hoje os valores não tem tanta importancia como antigamente. Talvez seja por isso que o mundo esta assim..tão deteriorado..
    Mas vamos fazer o melhor que podemos sempre..
    Um bj..bom domingo..
    Ma

    ResponderExcluir
  3. Eu costumo dizer que nasci na geração errada, rs. Será? Talvez. Como tudo, isso também é incerto, é relativo. Mas sabe, às vezes me vem uma intensa nostalgia. Coisas íntimas. Ajudam, norteiam de uma forma ou de outra.

    Uma ótima semana pra ti.
    Beijos,
    Débora.

    ResponderExcluir
  4. João também sou de 1972 e quanto a música sou eclética, mas filmes amo preto e branco, em casa ninguém entende(rsrsrs)E tenho muitos por ques sobre o tempo e seus acontecimentos!Amo conversar com pessoas mais velhas, hoje as pessoas são tão abreviadas que não tem mais suas histórias...Linda semana para você!E gosto muito dessa música!Angela.

    ResponderExcluir
  5. Entendo tão bem isso tudo que você disse... Tenho fascínio por tangos, boleros e tudo que fez parte da grande era do radio. Bjo!

    ResponderExcluir
  6. Vim aqui para avisar que te deixei algo em meu blog. Uma singela lembrança, breve homenagem, só para dizer um pouco da sua importância. Esta na minha última postagem, de hoje, dia 26/06: "Singela homenagem, sinceros agradecimentos". Ao clicar no seu nome, o seu perfil aparecerá, para que os outros leitores possam assim como eu, te conhecer e apreciar. Bom, espero que goste das palavras por mim deixadas, são sinceras e de coração.
    Enfim, você é muito especial.

    Beijos,
    Débora.

    ResponderExcluir
  7. Oi João, a única explicação que me vem a cabeça é a possibilidade de termos vivido outras vidas e voltar com alguma lembrança que pode se revelar dessa forma...Ou de outras, como a impressão de conhecer há muito tempo uma pessoa que acabamos de conhecer e ter uma afeição instântanea por ela.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  8. Oi, João
    The Doors é tudo de bom, mas eu tenho irmãos mais velhos que sempre ouviam essas música então cresci assim, gostando muito dessas bandas antigas, que agora é difícil da gente achar algo de tão boa qualidade. Mas vc tem razão ao abordar o tema "gostar de coisas que nunca estivemos próximos'! Deve ser a boa qualidade que nos liga a esse tipo de fenômeno.
    Bjkas e uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  9. BOM...concerteza os tempos mudaram as pessoas tbm...como diz minha mãe: TEMPO DOS PERVERTIDOS kkk é eu tbm ri disso...enfim penso que todo mundo tem uma lado estranho e anormal...entaum bemmm vindo aooo club colega...pois hoje ter principios é raro...e parabens por ainda cultivar isso ainda dentro de vc!!!

    XEROOO moçoooo

    http://cywmara.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Você tem razão. Também não entendo a letra de certas músicas que hoje fazem sucesso. Não há beleza alguma. Nem traduzem sentimentos verdadeiros e sublimes.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Tem sorteio lá no blog de vale presente Boticário sem regras chatas só linkar e já tá valendo!Bora participar!Abraço Angela.

    ResponderExcluir
  12. Jão, esse fascínio por coisas antigas, tb compartilho comigo! Eu sou uma alma antiga, eu diria... hehehehehe...
    Bjinhos!

    ResponderExcluir
  13. João..passei só pra te dar um oizinho...

    Bj

    Ma

    ResponderExcluir
  14. como estro sumido...vou deixar um post grande e espero com palavras acertadas.

    vamos começar pela foto rsss, agora em versão óculos e inverno.

    sobre o post; acho que vivemos fora do nosso tempo, caso isso não fosse verdade não teria tanta gente dizendo '' no meu tempo, ha no meu tempo!!!, eu tambem gosto de coisas de 1900 e bolinha tipo Abba,Roberto Carlos ( antes ele era muito melhor do que a Globo tenta fazer ele ser hoje), Cindy Louper (a versão nova era melhor do que a versão mumia de hoje em dia), bom acha que não são antigas ( pra mim são) então vamos ver mais... que tal A-ha, Billy Idol, Bob Dylan,Queen,Tears For Fears, e ainda tem as nacinais... Blitz, ira!,Beth Carvalho,Cartola, a Elis Regina,Maisa,Patrícia Marx,Wanderléa, Zizi Possi..., apesar de amar estes cantores tambem gosto dos atuais, concordo com o seu ponto de vista de que tudo hoje é muito apelativo, sim é verdade! mais adoro ouvir uma musica pra cima tipo as de Enrique Iglesias ou uma bem escrita como são as de Adele ou Paula Fernandes. Ia me esquecendo Ana Carolina. Tem muita coisa ruim por aí...com certeza.

    deixo meu abraço e adorei seu post tanto que sai escrevendo sem parar rssss...até mais

    ResponderExcluir
  15. Oi João, gostei imensamente do teu blog, especialmente desse texto, onde vc expressa uma saudade de algo que não viu.
    Eu tb tenho essa "coisa" sabe? Mas a gente não sabe explicar porque.

    Vivi minha adolescencia no tempo dos Beatles, dos hippies e Jovem Guarda - os anos 70.

    Ainda bem que tenho os anos dourados pra relembrar, mesmo eu sendo criança nessa época.
    abraços e prazer em te conhecer!

    Bom findi!

    ResponderExcluir
  16. Olá João
    Antes de mais ...parabéns pelo blogue ! :)

    Gostaríamos muito que desse uma vista de olhos no projecto DVB- Digital Video Book ,de saber a sua opinião e qual o interesse em desenvolver o seu trabalho neste novo formato.

    "Transformamos" os seus trabalhos (já editados em livro, ou não), num DVB- uma ideia original da Pastelaria Studios Productions

    O projecto é recente, é uma inovação, tal como explicamos no nosso blogue:

    http://pastelariaestudios.blogspot.com/


    É exactamente isso! os seus poemas seriam " trabalhados " em DVB . Um livro que se vê como um filme!


    Não se trata do mesmo funcionamento de uma editora "normal", pois não somos uma editora e prestamos essencialmente um serviço criativo.

    A minha sugestão seria, enviar-nos a sua obra, e nós faremos uma análise e um orçamento de custos.

    Posso adiantar que, por ser um projecto novo e, embora o trabalho criativo (audio, voz, imagem, construção do DVB, etc) seja bastante, queremos chegar ao maior número de autores de obras escritas, mesmo que essas estejam ainda na 'gaveta' ...



    Fico a aguardar uma resposta e, qualquer dúvida ...estamos por aqui.

    Um abraço,

    pastelariaestudios@gmail.com

    ResponderExcluir

Seguidores