Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

domingo, 10 de julho de 2011

A Falta


Hoje estou me sentindo estranho
Sinto falta de algo que se foi
Não sei exatamente o tamanho
Mas sei que algo realmente se foi...

Não sei de que forma me foi tirada
Já não é mais a mesma minha sensibilidade
Já não tenho mais a mesma feição naquela foto tirada
Talvez seja um mal que vem com a idade

Não consigo mais ver as coisas com os mesmos olhos
Olhos que um dia enxergavam de uma maneira mais poética
Motivado por acontecimentos vistos pelos mesmos olhos
Que viram muitos acontecimentos sem ética

Não consigo mais sonhar
Não encontro o caminho do contentamento
Não acredito mais que exista um lugar
Em que as boas intenções tenham fundamento

De boas intenções, o inferno está repleto...

João C.M. Reina

8 comentários:

  1. A vida é uma constante mudança.. e o que nos era tão primordial um dia muitas vezes passa a não ter mais sentido devido a sequencia de acontecimentos que por vezes deteriora os sentimentos.

    Um beijo grande em seu coração João!

    Verinha

    ResponderExcluir
  2. Que bom te ler de novo!!
    E vieste com uma inspiração para encantar!
    Não é um mal que vem com a idade, e sim algo que se adquire porque já não temos os mesmos desejos e anseios da juventude...tudo fica mais perfeito.
    bjos e uma boa semana, meu querido

    ResponderExcluir
  3. Tenho a sensação de que o pensamento que motivou seus versos está mais presente do que podemos imaginar. Foi generalizado.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. João
    QUERO, com letra maiúsculas, que seja uma coisa generalizada, como bem disse a Marilene, pq senão meu coração é que vai sofrer de te ver tão triste. Que foto forte! Parecia que era o meu coração sendo arrancado.O poema não deixa de ser lindo, mas espero que vc esteja bem, meu amigo. Bjkas com saudades!

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Vim conhecer seu espaço.
    Olhe a vida é cheia de surpresas...mas muitas delas são muito agradáveis.
    Mesm nun céu acinzentado podemos sentir um raio de sol.
    Visite-me, será um prazer.
    Beijo na alma
    Saudações Poéticas!

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Minha primeira visita aqui e não sei se vou conseguir explicar o que senti com essa sua postagem, de modo geral.
    O poema fala de perda e dor, mas ao mesmo tempo é suave, bom de ler. Já a imagem escolhida para ilustar causa um pouco de choque, impacto.
    Não julgo ruim, muito pelo contrário.
    Me fez perceber, até sem ser sua intenção, que a dor por perder algo poder ter impactos e níveis diferentes, assimo como o amor, a alegria...

    Se puder passar no meu blog, ficarei feliz.
    Sucesso.

    http://duda-duarte.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Como eu te disse ontem, vc está cada dia melhor!!!!
    Adorei!!!
    Bjo!

    ResponderExcluir

Seguidores