Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Desorientado



Desorientado


Paixão que não é correspondida
Pensamentos que andam desorientados
Sentimento que se tornou dúvida
Sentimento que não pode ser controlado


O desejo da paixão correspondida
Encontrar o amor verdadeiro
Tentativas sempre mal sucedidas
Assim como encontrar uma agulha num palheiro

Portas que insistem em abrir
Caminhos que insistem em aparecer
Vontade alguma de seguir
Esperança de um novo amanhecer.


João C.M. Reina

7 comentários:

  1. Lindo demais teu texto!!!
    Persistência deve ser o lema. Afinal dizem que quem espera sempre alcança! (Não sei o quê, mas temos que acreditar, não é?) rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Verdade. A esperança é a ultima que morre. Bjs

      Excluir
  2. HUm amigo... paixões não correspondidas?!

    Este post vc caprichou mesmo nas suas emoções, como diria minha amiga professora de literatura Vanessa **eu-lirico dor de cutuvelo*

    Mais pense: já pensou se tudo na vida fosse de mão beijada?

    Bom visitar seu cantinho aqui e ter tbm sua presença no Facebook.

    ótima semana ...

    ResponderExcluir
  3. “Não sei... Se a vida é curta
    Ou longa demais pra nós,
    Mas sei que nada do que vivemos
    Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

    Muitas vezes basta ser:
    Colo que acolhe,
    Braço que envolve,
    Palavra que conforta,
    Silêncio que respeita,
    Alegria que contagia,
    Lágrima que corre,
    Olhar que acaricia,
    Desejo que sacia,
    Amor que promove.

    E isso não é coisa de outro mundo,
    É o que dá sentido à vida.
    É o que faz com que ela
    Não seja nem curta,
    Nem longa demais,
    Mas que seja intensa,
    Verdadeira, pura... Enquanto durar”

    (Cora Coralina)

    ResponderExcluir
  4. “Não sei... Se a vida é curta
    Ou longa demais pra nós,
    Mas sei que nada do que vivemos
    Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.

    Muitas vezes basta ser:
    Colo que acolhe,
    Braço que envolve,
    Palavra que conforta,
    Silêncio que respeita,
    Alegria que contagia,
    Lágrima que corre,
    Olhar que acaricia,
    Desejo que sacia,
    Amor que promove.

    E isso não é coisa de outro mundo,
    É o que dá sentido à vida.
    É o que faz com que ela
    Não seja nem curta,
    Nem longa demais,
    Mas que seja intensa,
    Verdadeira, pura... Enquanto durar”

    (Cora Coralina)

    ResponderExcluir
  5. Que texto mais platônico!
    Há sempre uma forma de encontrar novos caminhos, existem sonhos que podem se tornar real e não existe ninguém insubstituível.
    Bjo ;)

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    É um grande prazer conhecer seu blog e poder ler o que escreves.
    Acredito que quando escrevemos com prazer conquistamos amigos e fiéis amantes das palavras. Sabemos o quanto é difícil levar a nossa voz, as nossas angustias os nossos sonhos às pessoas. Mas o mais importante é saber que você e eu gostamos daquilo que fazemos.E acreditamos que o mundo pode se tornar bem melhor através de nossos escritos.
    Grande abraço
    Se cuida

    ResponderExcluir

Seguidores