Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

sábado, 15 de setembro de 2012

Perdoar


Precisamos nos colocar no lugar dos outros para compreendê-los. Compreendendo a pessoa que nos magoou, se torna mais fácil perdoa-la. O ato de perdoar nos encaminha a libertação de qualquer dor, nos abre o caminho para a felicidade. Perdoar não é o mesmo que deixar para lá ou empurrar emoções para debaixo do tapete, mas sim, compreender nossas mágoas e ressentimentos. É necessário perdoar não só os outros, mas também a nós mesmos. Somos diferentes uns dos outros. Temos dificuldades, inseguranças, carências. Quando tudo isso se confronta, entramos em crise existencial. Nos sentimos desamparados, decepcionados,amargurados, com ressentimentos. Não devemos esperar que as pessoas sempre terão o mesmo comportamento o tempo todo. Somos todos seres humanos. Seres humanos erram, acertam. Ninguém é igual sempre. O que fomos ontem, certamente não é mais o que somos hoje. Sentimentos, valores estão em constantes mudanças. Devemos ter consciência de que a mente tomada pela fúria, por mágoas demanda desgastes físico, mental, emocional. Perdemos muito com isso. Devemos eliminar pensamentos obsessivos, aqueles sentimentos que prejudicam nossos relacionamentos, nossos projetos, nossos desejos, nos impedindo de sermos amados, bem sucedidos, felizes. Portanto, sejamos felizes da melhor forma possível, evitando desentendimentos e ressentimentos.

João C. M. Reina 

11 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. É verdade o que você diz!
    Quando nos colocamos no lugar do outro, fica muito mais fácil perdoar. E isso é uma libertação.
    Nos decepcionamos, na maioria das vezes,porque criamos as nossas próprias expectativas, sem qualquer comprometimento do outro. E é muito importante pensar nisso no momento de perdoar.
    As pessoas mudam, nós também. Todos somos humanos e podemos errar.
    Gostei muito do seu texto.
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. As pessoas são feitas de sentimentos, e é isso que nos faz as vezes nos surpreender, magoar e perdoar ! Primeiro o que sentimentos depois o que deixamos de sentir ! Adorei o texto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Como é adorável sua forma de expressar-se! Sua padronização, seus conselhos, é tudo magnífico. Parabenizo você mais uma vez, meu querido. Felicidades, sucesso absoluto em sua vida!

    ResponderExcluir
  6. Creio que levamos tudo muito a sério e por isso magoamos e somos magoados. Esquecemos que a fragilidade humana é inquestionável. Melhorar é um exercício diário e com ele viajamos mais leves. Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Só consegui me libertar...depois que PERDOEI.

    Você tinha sumido do meu blog...rsrsrs
    Beijos e fica com DEUS.

    ResponderExcluir
  8. Tenha uma linda noite, meu amigo. Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Olá,com licença. Belo texto, que nos leva a uma grande reflexão. Cheguei aqui à deriva ...ou quem sabe trazida por ELE lá de cima.

    Seu texto passa pela ética. E ser ético é não fazer ao outro o que não gostaríamos que fizessem a nós. Pena que nem todos pensem assim.
    Parabéns, pessoas como você fazem a diferença nesse mundo injusto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. Belo texto, irmão. Muito reflexivo. O exercício do perdão não é uma tarefa fácil. Que o perdão cura feridas é inegável. No entanto, o difícil é fazê-lo operar. Transformá-lo em ato e que, às vezes, nem existe em potência é em muitas vidas o caminho mais escarpado que possa existir. Não vou negar. Ás vezes consigo e outras não. Tento, João, e quando consigo bate uma emoção. Tento, João, e, às vezes é só uma ideia. Vou refletir neste texto durante o dia, acredite. Será O Texto do dia. Um abraço...

    ResponderExcluir

Seguidores