Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Procura-se um Coração




Notei hoje que me falta algo. Não sinto mais aquele coração que pulsava alegre no meu peito, cheio de desejo de amar e ser amado. No lugar sinto um vazio, sinto uma angustia infinita, uma frieza que me faz sentir arrepios e que me faz ficar distante, viajando nos meus pensamentos. Não sinto e não acredito que exista sinceridade em qualquer tipo de demonstração de carinho. Palavras não me comovem, beijos não me convencem, um abraço já não me causa emoção. Talvez, porque um abraço seja o encontro de dois corações.

João C. M. Reina


"Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá, manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam, e certifique-se de que quando estão juntos aquele abraço vale mais que qualquer palavra..."

Luís Fernando Veríssimo

"Gosto dessa definição: Abraço é o encontro de dois corações."

Cazuza

sábado, 15 de setembro de 2012

Perdoar


Precisamos nos colocar no lugar dos outros para compreendê-los. Compreendendo a pessoa que nos magoou, se torna mais fácil perdoa-la. O ato de perdoar nos encaminha a libertação de qualquer dor, nos abre o caminho para a felicidade. Perdoar não é o mesmo que deixar para lá ou empurrar emoções para debaixo do tapete, mas sim, compreender nossas mágoas e ressentimentos. É necessário perdoar não só os outros, mas também a nós mesmos. Somos diferentes uns dos outros. Temos dificuldades, inseguranças, carências. Quando tudo isso se confronta, entramos em crise existencial. Nos sentimos desamparados, decepcionados,amargurados, com ressentimentos. Não devemos esperar que as pessoas sempre terão o mesmo comportamento o tempo todo. Somos todos seres humanos. Seres humanos erram, acertam. Ninguém é igual sempre. O que fomos ontem, certamente não é mais o que somos hoje. Sentimentos, valores estão em constantes mudanças. Devemos ter consciência de que a mente tomada pela fúria, por mágoas demanda desgastes físico, mental, emocional. Perdemos muito com isso. Devemos eliminar pensamentos obsessivos, aqueles sentimentos que prejudicam nossos relacionamentos, nossos projetos, nossos desejos, nos impedindo de sermos amados, bem sucedidos, felizes. Portanto, sejamos felizes da melhor forma possível, evitando desentendimentos e ressentimentos.

João C. M. Reina 

Seguidores