Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, S.P., Brazil
Meu email:jcmreina@hotmail.com

domingo, 28 de outubro de 2012

Prêmio Dardos



Prêmio que recebi por indicação da querida Verinha do encantador blog: http://entrepensamentosesentimentos.blogspot.com.br/
Obrigado de coração Verinha pelo carinho e pela indicação do 
♣ Sobre o Tempo ♣ para o recebimento do prêmio!!!

O Prêmio Dardos foi criado pelo escritor espanhol Alberto Zambade que, 
em 2008, concedeu no seu blog Leyendas de “El Pequeño Dardo” o primeiro Prêmio Dardo a quinze blogs selecionados por ele. Ao divulgar o prêmio, Zambade solicitou aos blogs premiados que também indicassem outros blogs ou sites considerados merecedores do prêmio. 

Assim a premiação se espalhou pela Internet.

Segundo o seu criador, o Prêmio Dardo destina-se a “reconhecer os valores demonstrados por cada blogueiro diariamente durante seu empenho na transmissão de valores culturais, éticos, literários, pessoais etc., demonstrando, em suma, a sua criatividade por meio do seu 
pensamento vivo que permanece inato entre as suas palavras”.

As regras do prêmio estabelecem que os indicados, depois de dizerem quem os presenteou, poderão exibir no seu blog/site o selo do prêmio e deverão indicar outros dez, quinze ou vinte blogs ou sites que preencham os requisitos acima para o recebimento do prêmio. 

De acordo com as regras, segue abaixo os blogs que indico para o recebimento do prêmio: 

Catia Bosso: Catia Bosso Poesias - http://catiabossopoesias.blogspot.com.br/

Lúcia: Da Cadeirinha do Arruar-http://dacadeirinhadearruar.blogspot.com.br

Natália Campos: Seguindo a Canção - http://nataliacamposalves.blogspot.com.br/


Isa E. : Diário de Um Ano Bom - http://diariode1anobom.blogspot.com.br/

Daíse: Espicula de Rodinha - http://espiculaderodinha.blogspot.com.br/

Kédma Patrinni: Poesia- Poetry- Poesia - http://pattylima7.blogspot.com.br/

Maxwell : Sapere Aude - Ouse Saber - http://maxwell-alegoriadacaverna.blogspot.com.br/

Léia Bous: Escolhas - http://escolhasopus.blogspot.com.br/

Débora Andrade: Cotidiano Agridoce - http://cotidianoagridoce.blogspot.com.br/

Roberta Maia: Blog Luz por Roberta Maia - http://muitaluz2011.blogspot.com.br/

Angel: Confissões em Série - http://estigmaangel.blogspot.com.br/

Nel Santos: À Flor da Pele - http://nellsantos.blogspot.com.br/

Nelma Ladeira:O Cantinho de Nelma Ladeira- http://ocantinhodenelmaladeira.blogspot.com.br/

Adriano Silva: Morangos Verdes Mofados - http://morangosverdesmofados.blogspot.com.br/


Deixo Aqui um grande abraço a todos

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Saudade



Brincar na terra, rolar no mato, ser um guerreiro ou um super herói, daqueles vindos de outros planetas com a finalidade de defender a Terra das ameaças alienígenas.
Jogar bola no “terrão” e chegar em casa com a roupa toda suja depois do jogo. E ainda, mesmo todo sujo, pegar a bicicleta e ir até o parque do Carmo.
Passar o dia todo olhando para o céu, empinando pipa coma as mãos todas cortadas devido ao “cerol” utilizado na linha como arma e forma de defesa contra os outros que tentam o tempo todo derrubar “o seu pipa”.
Ter barulhentos carrinhos de rolimã, os quais perturbam a vizinhança com seus ruídos, por vezes, ensurdecedores. E é claro, contando com os espetaculares acidentes onde se machucam pés, mãos e outras partes do corpo.
Naqueles dias chuvosos, me divertia muito com meu “Atari” Jogando “Enduro”, “River Raid”, “Megamania”, “Pac Man” e outros. O “Atari”, mais tarde, substituído por “Nintendo”, “Super Nintendo”, “Play Station”...
Na escola, lembranças dos professores, dos amigos, das paixões não correspondidas, das namoradinhas, do primeiro beijo, da merenda. A merenda é um item muito interessante e curioso de ser lembrado. Lembro-me de quando nos serviam ovo cozido. Era um verdadeiro campo de batalha onde havia risco iminente de ser atingido a qualquer momento por um ovo perdido ou não. Explicando: com a intenção de atingir ou não.
Lembranças das idas a Santa Efigênia em busca de componentes eletrônicos para a construção de projetos que raramente funcionavam.
Ir ao cinema no centro não significava assistir filme pornográfico.
Os amores, bem, destes sinto saudades sim, mas sempre fica aquele que marca e que, se pudesse voltar o tempo, com certeza repetiria e tentaria de todas as formas nunca mais perdê-lo.
Enfim, saudade é um momento que tenta fugir da nossa lembrança para acontecer de novo e não consegue.

João C. M. Reina

sábado, 6 de outubro de 2012

O Amanhecer





Suas roupas misturadas com as minhas espalhadas pelo quarto. Nossos corpos nus repousando juntos como se não quisessem mais se separar. O semblante de quem vive o momento mais feliz de toda vida, me faz pensar que foi maravilhoso o que aconteceu e que valera a pena todo o tempo que se aguardou, todos os desentendimentos, angústias. Havia chegado o momento tão esperado e tão desejado. O desejo de tudo aquilo que vivemos naquelas 12 horas se repetir. O desejo de acordar todos os dias ao lado dela. O desejo de amar aquela mulher todos os dias até o final como se fosse sempre a primeira vez. Querer estar ao lado dela para sempre.
Nos vestimos, fomos caminhar na praia de mãos dadas, assistir o sol nascer. Ela larga minha mão por instantes e desenha um coração na areia escrevendo o meu nome e o dela. Volta a pegar minha mão, olha para meus olhos com um sorriso encantador e apaixonado. Irresistível não beija-la naquele momento, impossível esquecer aquele momento. Sentamos por um instante e ficamos contemplando o nascer do sol e aqueles navios que passavam ao longe, aquela brisa fresca fazendo o cabelo dela cair pelo seu rosto. O silêncio se fazia presente, apenas o som do mar e de alguns pássaros. Eu lembrando de como foi aquela noite maravilhosa, lembrando de quando nos conhecemos, de como nos conhecemos. Imaginando no que ela poderia estar pensando. Talvez a mesma coisa que eu. O rosto lindo dela com um sorriso que parecia não ter fim me convencia de que ela estava muito feliz. Percebi que estava vivendo um momento de felicidade plena. Descobri, finalmente, o que era a tal felicidade plena.

João C. M. Reina

Seguidores